Pesquisar

O Meu Cantinho

Pesadelo

Silenciosamente a meta é  justa
Às vezes uma brecha para me entender
Salvando-me deste pesadelo
Chamado vida…
Meus medos fantasiados,
Num mundo onde não controlo
O que é  sonho ou realidade.
Em silêncio,  sinto o anoitecer.
Sinto-me perdida neste mundo
Que não existe mais.
Existe apenas um sentimento
De impotência que renego.
Roubaram o meu sorriso,
A minha alegria…
Um sentimento chamado
PESADELO
Marya Vieira
Anúncios

Existo

Apenas hoje eu quero existir.
Não falar, não explicar, não lembrar.
Hoje só quero compreender
Como me ajustar a um mundo
Onde me sinto desajustada.
Quero passar despercebida
A todos que não compreendem
O apelo da alma
“Da minha alma”
Hoje não quero prazos,
Apenas quero existir.
Meu raciocínio sucumbe pelo cansaço.
Cansaço de pensamentos
Não partilhados
Vejo meus passos limitados,
Mas orgulhosa, não permito meu grito
E sufoco…..
Pode não existir o amanhã,
Mas hoje, eu existo…!

Marya Vieira

Memórias

As memórias de mim.
Toda aspereza
que eu escondo no fundo do arquivo.
Vejo fantasmas que me empurram.
No silêncio sinto os passos 
da minha alma.
E uma gargalhada estridente
que vem de longe, me incomoda.
Vejo a madrugada que se aproxima,
que conduz meu subconsciente
e me transporta a este estado
de tensão e medo!
Preciso filtrar minha memória.
Apenas um pequeno gesto,
para guardar lembranças
Dos que me amaram,
apenas por eu ser como sou
e QUEM SOU…!

Marya Vieira

Vou ficar

Vou ficar aqui, bem sozinha.
Se não me ligares mais,
eu não vou ficar triste.
Eu esperei e tu não vieste.
Mas também não desisto.
Outra hora, outro dia,
quem sabe um mês ou um ano
Não importa.
Mesmo assim, eu vou ficar aqui…
Entre idas e vindas me resumo feliz.
Entre altos e baixos eu me equilibro
E não perco a calma…
Eu vou ficar por aqui.

Marya Vieira

Sentimentos escondidos

A máquina do tempo
se mantém no sótão.
Ainda encontro a caixa
onde escondo
sentimentos vários.
O sentimento que acredita
que a distância não é um obstáculo,
e por isso se mantém aqui,
bem perto de mim.
Mesmo na distância,
perpetuam-se no pensamento.
São fotografias
Das quais a saudade
Terá sempre os negativos
Revelados na memória.
Relembrando sentimentos.
São maravilhas
de uma história.
que não terá fim…!!!

Marya Vieira

Momentos

O que eu preciso ouvir,
É só um “eu te amo”
Às vezes, sou muito estranha.
Escuto o amor nas palavras
que tu me dizes. 
Imagens e pensamentos,
Prazeres e momentos,
Choro e sofrimento,
Lágrimas e sorrisos.
Não serão sempre as mesmas
que eu vou ouvir, mas eu sei que
eternamente serás meu.
Eu sempre esqueço de esquecer.
Desenho-te em minha vida,
Em cores, tons, sons, paixão e sabores,
Sabendo sempre que
nosso amor nunca morre…

Marya vieira

O Sol nasceu de novo

Que horas são?
Nem dei conta do tempo passar…
Tem horas que até duvido.
Tem dias que eu nem acredito.
O tempo passou e eu não dei conta!
Ainda que eu volte a trás,
Quase não senti que o tempo voou.
Eu pensei que não fosse nunca,
mas agora já se foi.
Nunca mais fiquei triste,
triste eu era, agora passou.
De noite, como
a luz é pouca,
eu tenho a impressão
de que o tempo não passa.
mas amanheceu.
O Sol nasceu e eu acordei feliz
com a nova vinda
de um tempo limpo.
Hoje e sempre.

Marya Vieira

MÃE

“Mãe”… seria entendido
de varias formas…
Mãe para gerar, para parir.
Mãe para amar ou simplesmente ser.
Mas sabemos que o mundo tem
mãe para tudo…
Tem aquela mãe que
desde o primeiro momento
ama seu filho incondicionalmente
e os torna intocáveis.
Mas tem a outra versão,
que muda a vida de seus filhos
e os torna revoltados com
própria criação.
Cada um tem seu jeito de ver a Mãe
Como o velho ditado que diz
“Mãe há só uma”.
Mas… Mãe, dá amor e os aquieta
debaixo se suas asas.
Mãe não reparte, nem escolhe filho.
Mãe com “M” assim deste tamanho,
Deve amar todos por igual.
Ser Mãe é ser AMOR
E amá-los mais que a si mesma

Marya Vieira

Amor por inteiro

Como um soluço sem lágrimas
E flores quase sem perfume.
A paixão sem explicação.
Jamais usarei a frase;
“Um dia te esquecerei”!!
Sinto que cada vez mais,
alimento um grande amor.
Quero-te como sempre quis.
Está tatuado e declarado
nas linhas e entrelinhas
deste pequeno poema.
Um amor sem metades
nem represas.
Amor por inteiro

Marya Vieira

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑